Com a morte da vítima, crime ocorrido em Catanduvas agora segue como Homicídio Qualificado

Após a morte Heverton Ganzalla de 32 anos que veio a óbito no Hospital Universitário na última sexta dia 16, agora o crime segue tratado como Homicídio Qualificado.

Heverton foi alvejado por 03 disparos na tarde do dia 03 de outubro no Bairro Alto Alegre.

Segundo informações repassadas pelas autoridades a vítima foi atingida pelo primeiro disparo enquanto caminhava pela rua, após ser atingido o homem correu para dentro de um mercado o atirador o seguiu e disparou mais duas vezes contra Heverton que acabou caindo em um corredor do estabelecimento.

No mesmo dia em que foi baleado, ele chegou a ser socorrido pela Aeronave Paraná Urgência e encaminhado ao H.U em Cascavel e nesta sexta(16) veio a óbito.

Investigações:

Com as investigações a Comando do Del. Dr Thiago Teixeira em conjunto com a Polícia Militar foi possível identificar o autor dos tiros.

Com as diligências foi obtido informações, que o autor havia se evadido para Cascavel, e as buscas se iniciaram, porém, no dia 05 de outubro o mesmo acabou se apresentando na Delegacia de Polícia de Catanduvas, onde foi interrogado, relatando que já possuía desavenças com a vítima, confessando ter sido o autor dos disparos.

Como a vítima veio a óbito, agora o autor será indiciado em um novo inquérito policial pelo crime de Homicídio Qualificado e após os demais procedimentos o caso será repassado ao Poder Judiciário que irá seguir com os trâmites processuais.

Catanduvas em Foco/Portal Cantu/Junior Cambi