Homem é preso suspeito de ajudar amigo a matar ex-esposa em São José dos Pinhais

A Polícia Civil prendeu, nesta quinta-feira (15), o homem suspeito de ajudar Rafael Ventura, de 36 anos, a matar Juliana Malacarne, de 24 anos, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. O corpo de Juliana foi encontrado na última segunda-feira (12), na Colônia Muricy, e o crime é tratado como feminicídio.

Assim como Rafael, o detido desta quinta, permaneceu em silêncio durante o interrogatório. “Na manhã de ontem, esse detido veio voluntariamente até a delegacia, mas permaneceu quieto. Para a gente, parece até uma fraude processual, já que se apresenta e não colabora com as investigações. Com a prisão autorizada, ele repassou várias informações importantes na abordagem, mas permaneceu quieto no interrogatório”, explicou o delegado Fabio Machado.

Segundo as investigações, o homem preso nesta quinta-feira (15) teria ajudado Rafael a colocar Juliane no carro, assim que ela saiu do trabalho. Juliana trabalhava como auxiliar de cozinha em um restaurante.

Para a polícia, o crime é tratado como um feminicídio, já que Rafael estaria perseguindo e ameaçando Juliana há alguns meses. O ex não aceitava o fim do relacionamento e, no histórico policial, Juliana acumulava dez boletins de ocorrência pela Lei Maria da Penha contra o ex-companheiro. O último deles registrado no último dia 30 de setembro.

Rafael e o comparsa foram identificados por uma testemunha que presenciou o crime.

Reconstituição
Diante de inconsistências nas investigações, a Polícia Civil deve pedir uma reconstituição do crime. Segundo Machado, o procedimento deve acontecer na próxima semana. ?Queremos esclarecer algumas dúvidas e isso será importante para o andamento das investigações?, concluiu.

A Delegacia de São José dos Pinhais segue investigando o caso.

Catve.com